Licor é a bebida preferida dos baianos no São João; Saiba onde tem os melhores!
Destaque Notícias

Licor é a bebida preferida dos baianos no São João; Saiba onde tem os melhores!

Apesar de não ser a bebida mais vendida, pois não há como competir com a cerveja em quesitos como produção e distribuição, o licor é sim o drink preferido dos baianos durante o São João. Tradicional, cremoso, artesanal, gourmet ou caseiro, o aperitivo é o mais popular entre os mais de 600 internautas que responderam a uma pesquisa do portal São João na Bahia, com 58% dos votos, deixando para trás a própria cerveja, com 29%, o uísque, que teve 9% e o quentão, querido entre apenas 4% dos entrevistados.

O sabor favorito e que não pode faltar durante o São João é o jenipapo. Entretanto, outros licores têm conquistado a preferência do público como os de maracujá, passas, cajá, graviola e menta.

Cachoeira, município localizado no Recôncavo Baiano, a 111km de Salvador é um polo conhecido da fabricação de licor. O mais famoso é o de Roque Pinto, mestre licorzeiro morto há a alguns anos, mas que passou o ofício aos filhos.

Perto de Cachoeira, também no Recôncavo, na pequena São Sebastião do Passé, a 51km da capital, está Fátima Portugal, conhecida como Tia Fátima, que também guarda a fama de grande licorzeira. Com uma vasta opção no que se refere aos sabores em sua dispensa, ela comercializa centenas de garrafas no período junino.

Um pouco mais longe da capital, tem o licor de dona Daia, cujo nome de batismo é Geraldina Miranda. A pequena comerciante, que prepara as bebidas há 18 anos e inicia a produção anual no mês de janeiro. Como carro-chefe da produção ela cita o licor de jenipapo, mas destaca ainda sabores como cambuí, vinagreira, carambola, cajá, menta, abacaxi e os cremosos como chocolate, graviola e mousse de maracujá. No total, são 13 opções e a fama de Daia é tão boa que o seu licor percorre toda a Bahia e também pode ser adquirido nos mercadinhos de Seabra.

Em Amargosa, um dos mais famosos é o licor do Edvaldo, do Bar Santa Rita. A filha dele, Márcia, contou para a reportagem que um dos segredos é deixar o jenipapo em fusão de um ano para o outro. Outros sabores imperdíveis, segundo ela sãos os de cacau e tamarindo.

Os internautas que acessam o site também elegeram os licores do Sertão, em Euclides da Cunha; o de Fátima de Itajuípe, o Licor do Chef, em Serrinha, o de Lídia, em Caem; Tio Chico, em Madre de Deus e o Licor da cidade de Jacobina, no lado Norte da Chapada Diamantina. Em Salvador, os melhores lugares para encontrar a bebida junina são a Ceasinha do Rio Vermelho e a Feira de São Joaquim.

Contatos

Licor do Roque Pinto – 75 3425-1537

Daia – 75 99846-6568

Tia Fátima – 71 99653-1583

Edvaldo – 75 99198-1736

Licor do Sertão (Euclides da Cunha) – 75 3271-2498

Licor de Jacobina 74 99115-3070

Fátima de Itajuípe – 73 98135-1250

Tio Chico – 71 99115-5157 e 71 98623-3778